O ensino das ciências no pré-escolar: será assim tão importante?

950_banner_2

 A comunidade científica concorda que o modo como nos relacionamos com a Ciência está fortemente condicionado pelas atitudes e valores desenvolvidos nos primeiros anos de escolaridade.

O gosto pelas ciências desenvolve-se muito cedo, quando a criança começa a ter uma perceção cada vez mais complexa do mundo que a rodeia, arranjando explicações para o que observa.

Assim, parece óbvio que a educação científica e as atividades experimentais devem começar o mais cedo possível, mas sabendo que estas não são prática corrente nos jardins-de-infância pareceu-me interessante abordar a problemática das atividades experimentais no ensino pré-escolar.

Mas será que é mesmo assim? Será que o ensino de ciências no pré-escolar é assim tão fundamental? Há quem não concorde.

Embora empiricamente a resposta pareça óbvia, o objetivo deste trabalho é fazer uma reflexão sobre importância e o impacto que o ensino da ciência no pré-escolar tem no desenvolvimento futuro das crianças e jovens.

A publicação desta reflexão sob a forma de blog, assenta numa das conclusões de um outro estudo realizado para esta cadeira, chamado “Caracterização da promoção da literacia científica no Ensino Pré-escolar em Guimarães“.  Nesse estudo 42% dos educadores consideraram não existir em número suficiente websites ou blogs de ciência com atividades experimentais que possam aplicar na sala de aula .

Embora não seja esse o objetivo principal deste blog, (Minutos de ciência em família apresenta exemplos práticos de atividades experimentais de ciência) esta é uma forma de contrariar esses números e tornar acessível  a divulgação de um tema que de outra forma  poderia ser menos atrativa.